terça-feira, 23 de março de 2010

A força de uma mulher


Uma das cenas do filme que mais me impressionou


Há quanto tempo você não sai do cinema com aquela sensação de que fazer o bem vale a pena? Comigo já tinha alguns anos que isso não acontecia...

Tudo começou com o Oscar que a Bullock ganhou. Aí eu fui no cinema com o Di e escolhemos o filme “Um sonho possível”. Sem grandes pretensões, era o que iria começar mais rápido = ) E, claro, a história do Oscar contou ponto.

Sentei bem no alto, como gosto, e fiquei esperando o Di, que foi buscar suco e pipoca pra gente. Do lado esquerdo uma mulher esperava seu marido, assim como eu. Ela espirrou e eu disse saúde e uma outra pessoa que estava um pouco à frente também disse saúde. Achei o máximo! A atmosfera estava boa, confortável = ) Cheia de boas energias no ar! Hehe

E aí começou o filme. Fiquei impressionada com o poder que uma mulher tem guardado dentro de si. Leigh Anne Tuohy, personagem interpretada por Sandra Bullock é forte, decidida, bonita, elegante, solidária, destemida, é mulher, uma mulher muito próxima do real. Ela muda a vida de um jovem garoto que sai do estereótipo negro e obeso para ser uma estrela do futebol americano.

Chorei, dei risada, me emocionei, agradeci ao Di por ter me levado ao cinema e, no final da seção, saí da sala com aquela sensação de Fresh Air, sabe?! Ok, com a maquiagem um pouco borrada depois de chorar por tanto tempo (o filme não é tããããããooooo dramático, mas eu sou, enfim, as lágrimas sempre rolam em abundância). Mas aquilo que realmente importa foi ter saído do cinema impressionada com a força e a sensibilidade que nós mulheres temos. E, entender, que se quisermos fazer o bem, podemos!

Um tanto utópico? Pode até ser, mas o que seria da vida sem a utopia? = )

Fica a dica, vale muuuuuuiiiiiito a pena assistir “Um sonho possível”

Um beijo GRANDÃO!

15 comentários:

Graziana disse...

Nossaaaa amo filmes e histórias assim. E amei sua descrição. Não achei nada de utópico. Simplesmente é isso! A nossa sensibilidade e poder para contornar situações das mais diversas possíveis trasncende qualquer utopia. Bjinhos Carla!

Carla Vila Verde disse...

Grazi, certeza que vc vai amar o filme = ) Super-recomendo!!! Obrigada pelo carinho, linda!
Beijos

Priscila disse...

Ai esse filme é muuuuuito lindo!!!

Sissi disse...

Nossa, Carla.
Eu já senti isso com alguns filmes e é tão, tão valioso.
Vou assistir o quanto antes. Fui ao cinema na sexta e acabei vendo Ilha do Medo. É bom e tal, mas agora me arrependi!
Beijos!

Carla Vila Verde disse...

Pri, eu achei maravilhoso = )

Sissi, vai mesmo! Vai ver que vale a pena = ) Meu marido até falou pra gente assistir Ilha do Medo... acho que vai ser o próximo!

Beijinhos

renata marques disse...

eu assisti esse filme ontem!! chorei do começo ao fim... mas eu não sou referencia pq todo mundo fala que eu sou "manteiga derretia" rs mas também dei muita risada :)

eu não imaginei que eu ia gostar tando do filme... decidi que vou comprar ele quando lançar o DVD! pra mim foi uma lição de vida! :)

obrigada pela dica!!

bjinhos

Carla Vila Verde disse...

Rê, e não é o máximo??? Eu tb pensei em comprar = ) Não sou muito de assistir filmes mais de uma vez, mas esse vale a pena!
Beijinhos

Reinaldo Glioche disse...

O importante é vivenciar essa experiência tão rica e prazerosa que vc nos narrou Carlinha. Esse é um dos muitos aspectos positivos do cinema e, sem dúvida alguma, algo que reluz nesse filme. Agora, só para não dizer que não banquei o advogado do Diabo,Carey Mulligan (Educação) e Gabourey Sidibe (Preciosa) mereciam mais esse Oscar. rsrs

Bjs

Carla Vila Verde disse...

Cariocaaaaaa!!! Sempre querido! Não vou nem entrar no mérito de Oscar, sabe que não tenho tanta bagagem pra falar sobre quem merece ou não = ) hehe Mas gente, vou falar se precisarem de dicas de filmes, podem correr pro Claquete, blog do Carioca, maos conhecido como Reinaldo = )

Agora, Preciosa já estava na minha lista e Educação acabou de entrar!

Beijos

Fernanda Floret disse...

Carla, eu também saí do cienma com essa sensação de coisa boa, de solidariedade, mas principalmente inspirada pela força da mulher, adoro mulheres destemidas!

Carla Vila Verde disse...

Somos duas Fê! Mulheres destemidas me inspiram =)
Beijinhos

Reinaldo Glioche disse...

Gente, diz a verdade se essa não é a melhor anfitriã que a gnt pode pedir. Carlinha vc é um arraso. Valeu pela força!
bjs

Carla Vila Verde disse...

Acho que dei uma leve boiada = ) Não entendi a história da anfitriã da gnt... hehe Ok, às vezes preciso que desenhem pra mim! Desenha, please?
BeijoCAs

Reinaldo Glioche disse...

Eu que me expressei mal! Quis dizer que vc é uma pessoa (antes de ser uma blogueira) super generosa e o comentário que fez sobre mim, sobre meus conhecimentos cinematográficos e sobre o meu blog confirmam essa percepção. Eu usei a palavra anfitriã pq vc recebe a todos tão bem aqui. Eu percebo o seu prazer e o prazer de suas leitoras aqui. Enfim! Foi (mais) uma saudação a sua pessoa!

Nossa querida Anfitriã aqui do Dia de salto alto.
Bjs

Carla Vila Verde disse...

Carioca, o desenho ajudou bastante = ))) hehe OBRIGADAAAAAA!!! Vc é que é um queridooooo!!! E reitero, gente, entra lá no Claquete, vale o click!

Beijinhos